segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Contra a aula de campo no zoológico

(ponderação interessante do Marcio)
Caros colegas de curso,

Sou veementemente contra a aula de campo no zoológico.
O zoológico não passa de uma prisão para animais, não é sustentável, pois tenta "artificializar" a vida dos animais. Além disso é um instrumento de entretenimento para as pessoas, que fere a dignidade dos animais, já que eles não tem escolha de serem ou não vistos. Não há tampouco animais em extinção no zoológico, que possa tentar justificar a existência do mesmo. 

Por que não pensar em alternativas mais inteligentes?
O PETA (people for the ethical treatment of animals) publicou essa interessante notícia, com uma opção que poderíamos considerar sustentável:

E um pouco do próprio posicionamento da organização, que eu concordo:

"Zoos claim to provide educational opportunities, but most visitors spend only a few minutes at each display, seeking entertainment rather than enlightenment. Over the course of five summers, a curator at the National Zoo followed more than 700 zoo visitors and found that "it didn't matter what was on display … people [were] treating the exhibits like wallpaper." He determined that "officials should stop kidding themselves about the tremendous educational value of showing an animal behind a glass wall."

Ou seja, embora os zoológicos clamem que oferecem oportunidades educacionais, o fato é que a maioria dos visitantes gastam no máximo cinco minutos para cada visita, procurando mais entretenimento do que esclarecimento... 

É um caso a se pensar, concordam?
Gostaria que fosse publicado no blog para a consideração de todos. 

Atenciosamente,

Marcio Nemec 

10 comentários:

  1. Marcio, interessante a tua ponderação. Pensei no Zoo mais como local público verde do que como prisão de animais.
    Mas é uma discussão interessante - por outro lado o Zoo tem o seu lado educativo exatamente de criar valor dos animais junto as pessoas.
    Muitos não dão valor a vida animal exatamente por não conhece-la.
    Mas podemos sempre dizer que há zoos e Zoos.

    ResponderExcluir
  2. eu ja trabalhei no zoo de fortaleza em 2006 e nunca vi nada de educativo acontecendo por lá. nem os passeios de escolas que geralmente acontece. simplesmente abrem os portoes para as criacas e elas sao soltas para fazerem o que quizer, inclusive atirar pedras nos animais, aja vista que essas visitas nunca foram supervisionadas por nenhum funcionario do zoo. as jaulas(prisoes) sao extremamente pequenas e praticamente nao ha uma separacao entre elas e o publico o que facilita os maos tratos dos visitantes e a alimentacao indevida dos animais. o mais chocante era a prisao da onca, que nao dava nem 5metros quadrados para um animal daquele porte. outra que chamava a atencao era a das araras, pois as mesmas nao conseguiam sequer abrir as asas paradas o que dira alcar voos.
    o zoo de fortaleza deveria ser fechado e indiciado por maos tratos aos animais.

    ResponderExcluir
  3. Acho que a visita proposta seria interessante para refletirmos sobre os problemas do lugar.

    ResponderExcluir
  4. Já fui umas duas vezes lá. Realmente sempre me impressiono com a prisão da onça.

    Mas segue a questão de dar valor a natureza, o meio ambiente. A ideia inicial de alguns visitantes é jogar pedra - aí entraRIA a parte educativa.
    Este que joga pedra, vai rebolar lixo pela janela... etc.

    ResponderExcluir
  5. Denise Nascimentoter set 20, 01:47:00 PM

    Seria mesmo interessante uma visita para um local onde tenha animais nessas condições para pensarmos em soluções viáveis para possibilitar uma melhora aos animais. Tentarmos mostrar de alguma forma aos órgãos responsáveis os danos causados a esses animais aprisionados em mínimos espaços, pois já que se encontram enclausurados do meio em que realmente deveriam estar vivendo, deveriam coloca-los em espaços maiores para que possam viver melhor. Muitas vezes por falta de uma boa organização local e de uma educação ambiental no zoo acabam por causar danos irreparáveis aos animais. A sociedade tem uma grande parte de culpa pois não reivindicam sobre o que se acontece de errado, e acabam por deixar passar despercebido o que os órgaos responsáveis deveriam estar fazendo e obviamente não fazem.

    ResponderExcluir
  6. Sou a favor da visita ao Zoo, apesar das críticas é um local interessante, pois permite um primeiro contato e se possível refletirmos como o homem se relaciona com o meio, "domando" uma amostra de animais que deveriam ser para conservação e educação, mas na verdade é uma amostra do homem buscando dominar o meio, submetendo todas as variáveis possivéis, não importando suas "externalidades". É o homem não é nada sútil.

    ResponderExcluir
  7. Fico feliz quando vejo alguém que respeita os animais! E se preocupa com as "prisões de animais".

    Concordas com a prisão para homens?

    Realmente as condições são precárias, tanto quanto, quaisquer abrigos públicos para idosos, que não sofrem preconceito de minoria: do ser animal.

    Frequento o Zoológico desde 1983, e talvez tenha sido o meu primeiro contato com a vida animal.E entendo as crianças que hoje respondem que os ovos são do supermercado. Tem o lado lúdico e um espaço de interação com a natureza.

    Conheço o esforço daqueles que fazem o ZOO, sem o mínimo apoio govrenamental, isso porque, as pessoas reclamam, se indignam, mas não pressionam as autoridades.

    A História da onça, e da maioria daqueles seres, que ali se encontram são geralmente tristes, como as dos desabrigados que teimamos em discriminar ou até transformar em entes invisíveis. (A ONÇA DOADA ERA CRIADA EM CATIVEIRO E NÃO SOBREVIVERIA EM UM AMBIENTE HOSTIL).

    O não quero ver, talvez signifique eu concordo com o que estão fazendo. E ter trabalhado no ZOO pode mostrar o esforço que os Veterinários e o restante da equipe fazem para manter aquela grande PRISÃO.

    "A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de caráter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem."
    Arthur Schopenhauer

    ResponderExcluir
  8. Penso que devemos ir sim ao zoológico, pois não podemos ficar indo somente a locais positivos com a questão ambiental, temos que ver de perto o problema para depois discutirmos uma possível solução ai sim estaríamos agindo de forma sustentável. Vamos tentar fazer com que aulas de campo sejam de mais atitude e ação contra o descaso do meio ambiente.

    ResponderExcluir
  9. Fico feliz pelas discussões. Acho que cabe algumas observações:

    a) Eu ser contra a visita ao zoológico significa que o zoológico na verdade representa o oposto de sustentabilidade e atitude ecológica, no meu ponto de vista. Se essa visita torna-se uma ferramenta de questionamento e busca de soluções, ótimo. Mas não foi isso o que pareceu até então.

    b) Excelente que tenhamos uma postura crítica quanto aos lugares que visitamos ou a aquilo que fazemos. Seria ruim de fato que uma visita ao zoológico não tivesse uma postura crítica, uma indagação de qual a utilidade desse tipo de ambiente nos dias atuais.

    c) A questão ética é que conta muito. Eu pelo menos não me sinto bem em estar num ambiente que é visível que os animais não estão bem. Entendo que o zoológico tenha seu apelo cultural, quando criança fui muitas vezes e gostava, mas agora sou um adulto com consciência, pelo menos o suficiente para pensar nisso. Eu coloquei um link da PETA falando sobre "zoológicos virtuais".

    d) Discordo do professor que o zoológico crie o valor dos animais nas pessoas. Generalizando, as pessoas veem o zoológico como simples entretenimento, e pelo contrário, passam a ver os animais mais como objetos, partes de um museu. E que sentido pode ter a vida que não pode ser livre? Qual o sentido de existir de uma onça que só pode viver presa numa jaula pequena (ou mesmo grande), mesmo que bem alimentada e "bem tratada"??

    e) Concordo com o professor na questão cultural. Infelizmente a nossa cultura está desastrosamente falha. Não é preciso buscar muito para encontrar um "cidadão" poluindo a cidade jogando lixo, alguém maltratando algum animal só por diversão (vaquejada é um bom exemplo).

    f) Concordo com o "Kardão" quanto à atitude. Precisamos sim conhecer os problemas. Mas um zoológico já tem em sua essência o problema, pelo menos para os animais que lá estão.

    g) Gostaria de comentar mais.... mas está tarde. =)

    Uma link singelo mas interessante:
    http://zoologicovirtual.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente não pude ir a aula de campo no Zoológico. Sabe-se que a verdadeira função dos zoológicos, parques botânico, e aquários é a conservação de especies ameaçadas de extinção, o que a conservação de modo in situ, ou seja por meio de Unidade de Conservação (UC)não é a mais adequada para determinadas especies ameaçadas, e sim o modo ex citu, que é através de zoológicos,parques botânicos e aquários. Então gostaria de ter ido para saber se essa função estaria sendo exercida de modo efetivo.
    para saber mais sobre as estratégias para conservação de diversidade biológica acessem a pagina do curso da Fundação Demócrito Rocha, Agentes Ambientais, Fascículo 07 ou pelo site http://www.fdr.com.br/agentesambientais/includes/fasc_07.php

    ResponderExcluir